My Golden Dress | Being a Mom #9 - A minha (eterna) bebé
À medida que avança o mês e nos aproximamos daquele dia, o dia 5 de Julho, que em 2016 mudou a minha vida para sempre é inevitável não pensar em quão rápido corre a nossa vida, em quão rápido crescem os nossos filhos, neste caso, a minha bebé.
being a mom #9, a minha bebé, sara meu amor, 23 meses, quase dois anos, maternidade, desabafo de mãe
1015
post-template-default,single,single-post,postid-1015,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,select-theme-ver-3.4,menu-animation-underline,wpb-js-composer js-comp-ver-5.0,vc_responsive

Being a Mom #9 – A minha (eterna) bebé

À medida que avança o mês e nos aproximamos daquele dia, o dia 5 de Julho, que em 2016 mudou a minha vida para sempre é inevitável não pensar em quão rápido corre a nossa vida, em quão rápido crescem os nossos filhos, neste caso, a minha bebé.

Podia dizer-vos tanta coisa sobre estes quase dois anos e o que eles representaram para mim, este turbilhão de emoções, aventuras, sentimentos e aprendizagem, mas o que interessa mesmo é ela, a Sara, a minha eterna bebé.

Como ela me mudou… Oh, se mudou. E ela? Muda ainda mais a cada dia.

Era tão pequenina, dependente e frágil… E hoje já me diz “Não, mamã” quando lhe tento dar uma colher de sopa… Onde fico eu, mãe, enquanto ela cresce e é cada vez menos ‘minha’?

 

Ás vezes dou por mim a pensar onde raio se enfiou o tempo que não voou, sucumbiu e eu vejo a minha filha, cada dia mais crescida, cada dia mais bonita e a descobrir o mundo pelo seu próprio pé.

 

Eis que no meio de tantas dúvidas e nostalgia de mãe, ontem, quando acordamos de manhã e lhe disse aquele ‘Bom dia’, no mesmo tom desde o primeiro dia, ela olhou para mim, estendeu os bracinhos (para mim sempre pequeninos), enrolou-os no meu pescoço e puxou-me para o seu peito. Foi aí que tive a certeza: Ela não deixará nunca de ser a minha bebé Sara.

 

O meu colo será sempre conforto, as nossas brincadeiras e risadas a melhor parte do seu dia e o meu coração será sempre (d)ela.

 

Está quase a chegar o dia em que nasceu a minha eterna bebé e é impossível não lhe agradecer por ter feito de mim a mãe mais feliz.

 

Obrigada Filha <3 

No Comments

Post a Comment